Economia Saúde

Ricardo Nezinho apresenta sugestão ao Governo para construção do Hospital do Idoso

O parlamentar lembrou que é preciso utilizar a ferramenta do Estatuto do Idoso, para proteger e assegurar todos os seus direitos, principalmente o respeito e a dignidade a pessoa humana.

04/08/2021 às 22h04
Por: Redação Fonte: Assessoria
Compartilhe:
Ricardo Nezinho apresenta sugestão ao Governo para construção do Hospital do Idoso

Mostrando a preocupação com as questões relacionadas à saúde e bem-estar do idoso, o deputado Ricardo Nezinho (MDB), durante a sessão ordinária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira, 4, apresentou uma indicação solicitando ao Governo do Estado a criação do Hospital do Idoso. 

Em sua justificativa que recebeu o apoio dos deputados Marcelo Victor, presidente da Casa, dos deputados Inácio Loiola (PDT), Tarcizo freire (PP) e Francisco Tenório (PMN).

Ao justificar o pedido, o deputado Ricardo Nezinho fez um breve histórico sobre a perspectiva de vida do cidadão, citando dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), que considera como idoso todo cidadão com mais de 60 anos de idade. 

Segundo ele, atualmente são mais de 848 milhões de idosos no mundo, dos quais 25 milhões só no Brasil.

O parlamentar observa que o aumento da expectativa de vida da população idosa ocorre devido a fatores como educação, saúde, índice de violência, saneamento básico e alimentação, destacando ainda o Estatuto do Idoso como uma das ferramentas importantes na defesa dessa parcela da população. 

 

Ricardo Nezinho ao fazer o seu pronunciamento, levantou uma questão de suma importância quanto a expectativa de vida do brasileiro, se reportando que em 1.500 quando o Brasil foi descoberto, essa expectativa de vida era entre 35 e 40 anos e que no século 20, esta expectativa de vida aumentou para 50 anos. 

 

De acordo com o deputado, na década de 90, essa expectativa chega a 68 anos e em 2016, aumenta para 70 anos. 

 

Ele ressaltou ainda, que essa geração,é a que mais tem  perspectiva de vida na história de toda a humanidade.

 

Ricardo Nezinho, pontuou que  precisamos deixa nessa geração bons exemplos. 

“Essa geração deve dar exemplo às gerações futuras, porque cuidar do idoso é respeitar o seu futuro”, disse. 

“Assim sendo, dei entrada Ricardo Nezinho apresenta sugestão ao Governo para construção do Hospital do Idoso.

 

Ao justificar o pedido, o deputado Ricardo Nezinho fez um breve histórico sobre a perspectiva de vida do cidadão, citando dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), que considera como idoso todo cidadão com mais de 60 anos de idade. 

Segundo ele, atualmente são mais de 848 milhões de idosos no mundo, dos quais 25 milhões só no Brasil.

O parlamentar observa que o aumento da expectativa de vida da população idosa ocorre devido a fatores como educação, saúde, índice de violência, saneamento básico e alimentação, destacando ainda o Estatuto do Idoso como uma das ferramentas importantes na defesa dessa parcela da população. 

 

O parlamentar lembrou que é preciso utilizar a ferramenta do Estatuto do Idoso, para proteger e assegurar todos os seus direitos, principalmente o respeito e a dignidade a pessoa humana.

 

Ele disse que o futuro do idoso começa na infância, ressaltando que quando cuidamos bem do idoso, estamos cuidando do nosso futuro. 

 

Ao falar sobre as classes que lutam por seus direitos, um dia serão idosos. 

 

“Essa geração deve dar exemplo às gerações futuras, porque cuidar do idoso é respeitar o seu próprio futuro”, disse. 

“Assim sendo, dei entrada numa indicação para que o Governo do Estado, assim como fez o Hospital da Criança,o Hospital da Mulher, quatro Hospitais Regionais,possa dar os primeiros passos para construir o Hospital do Idoso”, informou Ricardo Nezinho, pedindo o apoio dos seus pares na aprovação da matéria.uma indicação para que o Governo do Estado, assim como fez o Hospital da Criança e o Hospital da Mulher, possa dar os primeiros passos para construir o Hospital do Idoso”, informou Ricardo Nezinho, pedindo o apoio dos seus pares na aprovação da matéria.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários