Direitos Humanos Maceió

Secretária nacional anuncia capacitação para vítimas de violência

Cristiane Brito conheceu as instalações do espaço e prometeu parceria do governo federal com políticas voltadas às mulheres

10/09/2021 às 08h33 Atualizada em 10/09/2021 às 09h11
Por: Redação Fonte: Ascom Maceió
Compartilhe:
Ascom Maceió
Ascom Maceió

De visita a Alagoas, a secretária nacional de Política para as Mulheres do Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Cristiane Brito, visitou a Casa da Mulher Alagoana, na tarde desta quinta-feira (9), e anunciou parceria do Governo Federal para garantir a capacitação de vítimas da violência doméstica em Maceió.

A gestora foi recepcionada pela coordenadora do Gabinete de Políticas Públicas para as Mulheres de Maceió, Ana Paula Mendes, e pelas demais integrantes da rede de proteção, incluindo a deputada federal Tereza Nelma e o desembargador Tutmés Airan, que colocou em prática este projeto quando presidia o Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (TJAL).

Cristiane Brito conheceu as instalações e elogiou o trabalho feito pela Casa da Mulher Alagoana. Também ouviu as demandas de quem milita pela causa e aproveitou para anunciar 10 mil vagas em cursos de qualificação por meio do programa Qualifica, do governo federal. Para a capital, devem ser disponibilizadas 2,5 mil vagas nestas capacitações, das quais boa parte será destinada às mulheres que sofreram violência doméstica.

“O Governo Federal tem interesse em apoiar todos os projetos que se destinam a beneficiar as mulheres do Brasil. Aqui em Alagoas estamos oferecendo estas vagas no Qualifica, sem qualquer burocracia”, destacou a secretária. Os cursos oferecidos por meio deste programa serão feitos de forma online.

De acordo com a coordenadora do Gabinete para as Mulheres da Prefeitura de Maceió, o município vai enviar ofício ao governo federal com a demanda de que precisa para que estas capacitações sejam disponibilizadas o mais rápido possível. “Vamos conversar com as instituições locais, que vão reservar o espaço adequado para que as mulheres possam utilizar um computador para receber as instruções”, revelou Ana Paula Mendes.

Ela comentou que a visita da secretária nacional a Alagoas deve render muitos frutos, principalmente na contribuição para o fortalecimento das políticas públicas voltadas às mulheres vítimas de violência doméstica. E pediu ao governo federal o suporte para ampliar o acolhimento a este público com vulnerabilidade social.

“Hoje, Maceió só tem uma casa de acolhimento para estas mulheres, que está lotada. Lá, recebe-se demanda do Estado inteiro, justamente por falta de espaços para esta finalidade. Precisamos criar mais vagas para poder dar dignidade a estas mulheres. Além disso, estamos na iminência do lançamento de programas municipais que vão fomentar o empreendedorismo, a qualificação e a reinserção de mulheres vítimas de violência no mercado de trabalho”, enfatizou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários