Sexta, 27 de Novembro de 2020
82 99831-0863
Municípios Arapiraca

Projetos Recomeçar e MP Empoderador certificam adolescentes e voluntários, em Arapiraca

O projeto Recomeçar concluiu a sua terceira etapa com a entrega de certificados para 100 adolescentes e, o MP Empoderador, finalizou mais uma fase após capacitar 55 pessoas em mediação de conflitos

23/10/2020 19h58 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: Assessoria
Projetos Recomeçar e MP Empoderador certificam adolescentes e voluntários, em Arapiraca

Janaína Ribeiro

Duas solenidades marcaram as atividades do Ministério Público Estadual de Alagoas (MPAL) de Arapiraca, na tarde e noite dessa quinta-feira (21). O projeto Recomeçar concluiu a sua terceira etapa com a entrega de certificados para 100 adolescentes e, o MP Empoderador, finalizou mais uma fase após capacitar 55 pessoas em mediação de conflitos. As cerimônias contaram com a presença do procurador-geral de Justiça, Márcio Roberto Tenório de Albuquerque.

No final da tarde de ontem ocorreu a conclusão do terceiro ciclo de treinamentos do projeto Recomeçar. Cerca de 100 alunos concluíram os cursos de informática básica, assistente administrativo e assistente de marketing e vendas. Todos eles foram ofertados graças a parceria formalizada entre o Ministério Público, a Fecomércio e o sistema S, a exemplo do Senac, além das várias empresas da cidade.

Os adolescentes beneficiados vivem em condições de vulnerabilidade social e foram escolhidos justamente para que lhes fosse oferecida a oportunidade de uma capacitação. “Esse é um projeto que tem uma missão muito nobre: oferecer uma chance ao adolescente que vive numa situação vulnerável e de risco de entrar no mercado de trabalho. É também uma prova de que o promotor de Justiça não precisa ficar todo o tempo em seu gabinete cuidando de processos. Quando se trabalha com amor no coração, ele vai mais além e busca alternativas para transformar a vida das pessoas. E hoje, aqui neste auditório, é isso que estamos fazendo”, declarou o procurador-geral de Justiça, Márcio Roberto Tenório de Albuquerque.

O Recomeçar é coordenado pelos promotores de justiça Maurício Wanderley e Viviane Karla Farias, respectivamente titular e substituta da 7ª Promotoria de Justiça de Arapiraca, que tem atribuição para atuar na proteção da infância e juventude.

O projeto Recomeçar quando começou, acolhia apenas adolescentes infratores, em conflito com a lei, na tentativa de oferecer a eles uma qualificação profissional para que não mais praticassem qualquer ato infracional. Mas, logo ele cresceu e passou a beneficiar também jovens que vivem em condição de vulnerabilidade social. Enxergamos que esse público também precisava de ajuda e fomos em busca de capacitação, o que conseguimos graças a sensibilidade de todos os nossos parceiros. Hoje já são centenas formados e empregados e a nossa alegria é imensurável diante do alcance que o Recomeçar conquistou”, contou Viviane Karla Farias.

Maurício Wanderley, idealizador do projeto, igualmente compartilhou da felicidade de ver mais uma turma formada e defendeu que a iniciativa precisa crescer ainda mais. “O desafio do projeto Recomeçar para 2021 é unir forças e tentar sensibilizar o poder executivo municipal para que CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) também seja contemplado na Lei Orçamentária Anual de 2022 com recursos suficientes para o desenvolvimento da política pública infanto-juvenil e para contratação de cursos profissionalizantes através do Sistema S, assim como foi feito no ano de 2020. Não apena o Ministério Público deve ser protagonista no treinamento desses jovens, essa responsabilidade deve ser de todos nós”, defendeu ele.

“Quando vocês saírem daqui com o certificado na mão, saibam que esse diploma é um dos vários que vocês irão adquirir, tenho certeza disso. Mas, claro, desde que vocês se esforcem e se interessem. Mudem suas vidas a partir de agora”, incentivou o presidente do Sistema Fecomércio Sesc/Senac, Gílton Lima.

MP Empoderador

Já durante a noite, aconteceu a solenidade de encerramento da primeira fase do projeto MP Empoderador, coordenado pelo subprocurador-geral administrativo institucional, Válter Acioly.

Com a conclusão do “Curso de Técnicas de Autocomposição”, voluntários foram capacitados para atuar na resolução consensual de conflitos no bairro Planalto. Ao todo, foram 100 horas/aula ministradas, sendo 40 horas teóricas e mais 60 horas práticas.

“Entre outubro de 2019 e fevereiro deste ano, selecionados moradores do Planalto com perfil de atuar na mediação de conflitos, de forma que eles se tornassem multiplicadores da cultura da paz. É uma capacitação que entendemos ser importantes porque isso resulta na resolução de problemas que deixam de ir parar na justiça, facilitando a vida daquelas pessoas envolvidas em determinado conflito. Estamos com o coração transbordando de alegria por ver esse ginásio cheio de mediadores que vão ajudar na transformação social da comunidade do bairro do Planalto. E, já cheio de esperanças com a nova capacitação que ocorrerá, dessa vez, no bairro Manoel Teles”, afirmou Válter Acioly.

O promotor Rogério Paranhos, que também integra o projeto, ressaltou o caráter voluntário do MP Empoderador. “Todos os mediadores de conflito são voluntários dispostos a ver a realidade da sua comunidade transformada por meio da implantação da cultura da paz. E é muito emocionante ver tanta gente disposta a espalhar a paz entre os moradores do seu bairro. São pessoas cheias de desejo de servir, de ajudar. Essa é a parte mais bonita do nosso projeto, afinal, aquilo que nos separa não pode ser maior do que aquilo que nos une. O MP Empoderador quer exatamente isso: fazer com que deixemos as diferenças de lado em prol da resolução de conflitos”, disse ele.

“O Ministério Público agiu como articulador, através do MP Empoderador, garantindo que o objetivo de formar pessoas que possam ir atrás e garantir seus direitos fosse cumprido. O projeto atuou no fortalecimento da autonomia do cidadão, e, ajudou, auxiliou e mostrou que as pessoas podem ser protagonistas de mudanças”, comemorou o gerente do projeto, Warlley Kaleu da Silva.

Durante a cerimônia, foram certificados 55 alunos, 13 colaboradores e 14 facilitadores que ministraram o curso. O evento aconteceu no Ginásio do Sesc de Arapiraca e obedeceu todos os critérios de distanciamento social.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Notícias de Arapiraca - AL
Arapiraca - AL
Atualizado às 19h56 - Fonte: Climatempo
24°
Poucas nuvens

Mín. 22° Máx. 33°

24° Sensação
1 km/h Vento
83% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (28/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 32°

Sol com algumas nuvens
Domingo (29/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 32°

Sol com algumas nuvens
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias