Cidades Maceió

Guarda Municipal prende homem vendendo perfumes falsificados na Praça Deodoro

Flagrante foi feito no Centro de Maceió, nesta quinta-feira (27)

27/01/2022 às 16h33
Por: Redação
Compartilhe:
Ascom Maceió
Ascom Maceió

Uma semana após agentes de fiscalização da Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) realizarem a apreensão de 242 fracos de perfumes falsificados, a Guarda Municipal de Maceió (GMM) realizou a prisão, em flagrante, de um homem comercializando o produto ilegal nas ruas do Centro da capital alagoana. A ocorrência foi registrada na Praça Deodoro, nesta quinta-feira (27).

Dessa vez, foram encontrados 33 frascos com perfumes falsificados, durante as rondas de rotina realizadas pelos fiscais da Semscs. Ao identificarem o produto ilegal, os servidores da Secretaria acionaram os guardas municipais que integram a Coordenação de Operações e Inteligência (COI) da Semscs, e realizaram a prisão do homem de 28 anos, natural de Feira de Santana, na Bahia.

O coordenador de fiscalização da Semscs, Pablo Santos, conta que o jovem já vinha sendo monitorado pelas equipes e foi abordado na Praça Deodoro comercializando os perfumes falsificados. “Estávamos fazendo nossas rondas diárias pelo Centro de Maceió, quando nos deparamos com dezenas de perfumes falsificados em cima de um carrinho, sendo comercializado pelo rapaz, por cerca de R$10. Acionamos a GMM para realizar a prisão em flagrante e também apreendemos o carrinho que estava sendo utilizado para a venda dos produtos ilegais”, explicou o coordenador.

o secretário Municipal de Convívio Social e Segurança Comunitária, Thiago Prado, orienta que as pessoas não comprem esse tipo de mercadoria ilegal. “Esses produtos são fabricados de forma clandestina, com materiais sem nenhuma procedência. A utilização desses perfumes falsificados pode gerar alergias, irritações e até mesmo, em casos mais graves, câncer de pele”, alertou.

O Código Penal Brasileiro tipifica como crime a venda de perfumes falsificados no artigo 273, sendo condenando, a pena varia de 10 a 15 anos de reclusão e multa. O jovem foi encaminhado pelos guardas municipais para a Central de Flagrantes, no bairro do Farol.

Fonte: Ascom Semscs

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários