Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Comissão debate a política de uso de termoelétricas movidas a gás natural

Depositphotos Obra de construção de gasoduto tem impacto financeiro e ambiental A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos De...

27/05/2022 às 15h05 Atualizada em 27/05/2022 às 16h05
Por: Redação Fonte: Agência Câmara de Notícias
Compartilhe:
Obra de construção de gasoduto tem impacto financeiro e ambiental - (Foto: Depositphotos)
Obra de construção de gasoduto tem impacto financeiro e ambiental - (Foto: Depositphotos)

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados debate nesta terça-feira (31) a política de uso de termoelétricas movidas a gás natural. A audiência pública atende a requerimento do deputado Elias Vaz (PSB-GO).

Segundo o parlamentar, há uma intensa movimentação dos setores ligados à distribuição de gás natural no Brasil na busca por fontes de financiamento de novos gasodutos e “várias manobras estão em curso e instrumentos legislativos que beneficiam esse segmento já chegaram a ser aprovados”.

“Ocorre que os gasodutos são obras de grande impacto econômico-financeiro, além de oferecer riscos ambientais”, afirma. Ele argumenta que a opção pelo uso do gás natural na política energética demanda a criação de uma mesa de discussões com os diversos segmentos da sociedade, para que todos os interesses em jogo possam ser ponderados e balanceados, especialmente o dos consumidores.

“Em nossa história, sempre que há uma intervenção na prestação de um serviço público, o consumidor é chamado para pagar a conta dos investimentos e o lucro
dos empreendedores”, afirma.

Foram convidados, além do presidente do Instituto Acende Brasil, Claudio Sales, e do presidente-executivo da Associação dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace), Paulo Pedrosa, representantes da Confederação Nacional da Indústria (CNI), da Associação Brasileira dos Investidores em Autoprodução de Energia (Abiape); do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), e de agências reguladoras, entre outros.

Confira a lista completa de convidados 

O debate será realizado às 10 horas, no plenário 9. O público pode acompanhar o debate e participar da discussão pela internet. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários